Os benefícios de contratar um advogado criminalista

0

O serviço de um advogado criminalista consiste na defesa criminal da pessoa suspeita, investigada ou acusada de algum delito criminal, seja em âmbito policial na fase do inquérito policial, seja em âmbito judicial na fase da ação penal.

Qualquer pessoa, até nossos familiares ou amigos, correm o risco de serem acusados de delitos em algum momento da vida, pois vivemos em sociedade e estamos sujeitos a esse tipo de situação a todo momento.

Caso este delito envolva direito penal, o profissional a ser contratado deverá ser um advogado criminalista, pois este tem os conhecimentos jurídicos necessários para prestar o devido auxílio ao cidadão que cometeu determinado delito ou está sendo acusado de ter cometido.

A defensoria pública na área penal, não é muito diferente, porém é necessário ter a missão de enfrentar todo e qualquer caso que bater às portas.

Os Defensores Públicos, por missão institucional, realizam a defesa penal de todos que os procuram. Eles atuam em situações totalmente adversas, muitas vezes com provas acusatórias contundentes, confissão do acusado em sede policial por exemplo, fazendo com que os Defensores precisam encontrar soluções inimagináveis.

Na execução penal, defensorar é realizar atendimentos na grade do corredor do estabelecimento prisional, para que os outros presos não tenham o tempo de pátio reduzido em virtude da movimentação carcerária.

Mas defensorar também é ter a proatividade de, quando receber um processo para resposta à acusação que tenha réu preso, ir ao estabelecimento prisional e conversar com o acusado, tentando obter informações sobre alguma testemunha ou outro meio de prova.

Ter um advogado criminal na defensoria pública ao seu lado, é ter a certeza de estar lidando com um profissional muito comprometido e audacioso, que fará o possível no caso. Afinal, os Defensores sabem que não têm o papel de buscar a impunidade. Não se trata de buscar sempre a absolvição, mas sim conseguir, de modo inegociável, um julgamento igualitário.

Comentários no Facebook